COMO MEDIR A PRODUÇÃO DE MANEIRA EFICIENTE?

SÓ SE PODE MELHORAR AQUILO QUE É MEDIDO

As empresas devem ser produtivas utilizando o máximo dos recursos disponíveis (Mão de obra, Máquinas e Materiais)

Nos últimos anos, o indicador OEE (Overall Equipment Effectiveness), proposto na metodologia TPM (Total Productive Maintenance), vem sendo utilizado por diversas empresas para aumentar a produtividade e apresentando resultados significativos.

Não sabe o que é o OEE? Veja o vídeo a seguir e entenda rapidamente sobre o OEE. (Quer saber mais? Clique aqui e saiba mais sobre o indicador OEE)

Com este indicador é possível verificar se uma empresa está utilizando bem os seus recursos disponíveis para a produção e identificar os pontos de melhoria nos quais podem atuar para ganhar produtividade.

COMO PODEMOS MEDIR A PRODUÇÃO?

Para medir, é preciso que inicialmente realize a coleta de dados da produção, esta coleta pode ser executada de duas maneiras: coleta de dados de forma manual ou coleta de dados de forma automática.

 

COLETA DE DADOS DE FORMA MANUAL

A coleta dos dados de produção de forma manual normalmente é feita através de apontamentos em um diário de bordo pelo operador de máquina ou apontador de produção, depois é preciso que alguém, normalmente a manufatura, digite os dados em uma planilha afim de calcular o indicador OEE, e em seguida a criação de gráficos e indicadores.

Veja na figura 1 o modelo de um simples diário de bordo.

 

Diario de Bordo

Figura 1 – Diário de Bordo.

Neste diário de bordo são apontadas algumas informações, como:

  • Identificação da máquina / linha de montagem.
  • Identificação do modelo da peça produzida.
  • Quantidade de peças produzidas.
  • Quantidade de peças refugadas.
  • Tempo de parada da máquina.
  • Classificação da parada da máquina.
  • Operador responsável.

Após a coleta de dados, digitação, compilação e montagem de relatórios e gráficos, os colaboradores e gestores terão uma visão do comportamento da produção.

O apontamento manual nos leva a alguns questionamentos:

  • Qual é o nível de confiabilidade destas informações?
  • Será que os dados que foram coletados ou digitados, estão corretos?
  • Será que estes dados estão retratando a realidade do chão de fábrica?
  • Será que os relatórios e gráficos estão refletindo a produção do momento ou de alguns dias atrás?

Portanto dados desatualizados e com pouca confiabilidade, não terá credibilidade e tão pouco utilidade.

 

COMO MEDIR A PRODUÇÃO DE MANEIRA EFICIENTE?

COLETA DE DADOS DE FORMA AUTOMÁTICA

Este sistema consiste em capturar os dados diretamente da máquina pela instalação de sensores, ligados a um aparelho que contabiliza a produção, o ciclo e a parada de máquina de forma automática.

Este aparelho possui uma interface na qual o operador pode colocar informações complementares como o motivo de parada, identificação da peça e sua matrícula. E dependendo do nível de automação da máquina, podem fornecer de forma automática o motivo de parada, quantidade de refugo, motivo do refugo, tolerância de parâmetros, entre outros.

Esses dados são capturados e enviados em tempo real para um banco de dados, o qual poderá ser consultado por qualquer computador, smartphone, tablet e TV da empresa, obtendo a situação de todas as máquinas em tempo real e seus indicadores de OEE. Na Figura 2, pode ser observado um diagrama de um sistema com essas características.

Diagrama Pw-1

Figura 2 – Diagrama de um sistema automático de coleta de dados em tempo real.

Estes são alguns dos principais benefícios de um sistema de coleta de dados automáticos:

Abaixo estão alguns dos principais benefícios de um sistema de coleta de dados automático:

  • Dados e informações em tempo real.
  • Alerta em tempo real – Todos na fábrica ficam sabendo imediatamente se uma máquina está parada, afetando o indicador de disponibilidade, e por consequência o indicador OEE.
  • Precisão nos dados do ciclo de produção – O sistema automático obtém o ciclo real da máquina, e não uma média.
  • Sistema ativo e inteligente – Envio de e-mail, SMS e notificações no iPhone seguindo regras previamente configuradas. Exemplo: se uma máquina parar para manutenção, imediatamente o sistema envia um alerta (email/SMS/notificação) para o setor de manutenção ou para o técnico responsável, que pode rapidamente atender ao chamado.
  • Maior confiabilidade da informação – Como os dados são coletados de forma automática, não depende do operador para apontar todos os registros e elimina erros de digitação.
  • Rapidez nas ações corretivas – Isto possibilita uma atuação rápida e eficiente na correção dos problemas que afetam a produtividade.
  • Acesso rápido e inteligente ao histórico de informações.

CONCLUSÃO

Vimos que para melhorar é preciso medir, e, além disso, é importante que todos os dados e informações sejam confiáveis, precisos e rápidos.

A coleta de dados de forma automática é uma excelente ferramenta na gestão da produção, possibilitando a análise, ação e monitoramento da produção em tempo real, ganhando eficiência e maximizando os resultados.

Agora, clique no vídeo abaixo e veja como a Prodwin pode aumentar a produtividadeno chão de fábrica.

VideoPw-1-Screen

Deseja saber mais como a Prodwin pode ajudar a obter este indicador OEE em tempo real? Clique aqui e fale conosco.

Direitos autorais da Prodwin Tecnologias.

One thought on “COMO MEDIR A PRODUÇÃO DE MANEIRA EFICIENTE?

  • porque tv online trava tanto

    Apreciação ao meu pai que afirmou ao me sobre isto blog , este webpage é na verdade incrível .

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *